sábado, 17 de dezembro de 2011

SEM FARISAÍSMO, SEM MUNDANISMO, ESTÁ FALTANDO SANTIFICAÇÃO

A santificação é um tema de vital importância para a igreja e a sociedade do século XXI, violência, roubos, trafico, a falta de respeito a vida, degradam  a sociedade moderna, que vive sem perceber um programa maligno de desumanização. Simultaneamente a religiosidade, a hipocrisia, o farisaísmo, a ganancia, o mundanismo, infestam milhares talvez milhões de igrejas pelo mundo, mergulhando a igreja do século XXI num mar de inercia e ineficiência.
Acredite a sociedade caótica só está começando, e quanto mais ineficaz a igreja for, pior as coisas vão focar. "Mas se o sal se tornar insipido, com que há de se salgar?" Mateus 5.13 Nunca antes fora tão evidente o misticismo religioso, a degeneração da moral e da ética, a incredulidade dentro das igrejas. Estas são apenas algumas das armas de Satanas para destruir a igreja, destruir a sociedade, e todo ser humano sobre a terra. Mas  graças a Deus "as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja de Cristo" e a chave para vencer a crise moral deste século, está na SANTIFICAÇÃO. A humanidade está sofrendo a falta de santificação.

Texto Áureo: "Segui a paz com todos e a santificação sem a qual ninguém verá á Deus." Hebreus 12.14

É necessário que nos santifiquemos para que possamos ver o Senhor, E'le também exige não apenas santidade, mas determina um padrão: "...Sede Santos, porque eu sou santo." (1 Pedro 1.16; Levítico 11.44b). O Pai é santo, o Filho é santo, o Espírito é santo. Logo como seus filhos devemos seguir este padrão expressando uma vida de santidade.
O termo santificação deriva do adjetivo santo, e do verbo  santificar,  está relacionado com outro substantivo: santidade, simplificando, santificação é: Ato, estado e processo de se tornar algo ou alguém Santo. (Romanos 6.19-22) É realizado na vida do salvo pela ação do Espírito Santo. (2 Tessalonicenses 2.13)

Três palavras hebraicas são usadas para santidade, santificação e santo: Kadosh, Kadash e Kodesh. Santidade ou Santo é a separação de tudo que é impuro ou imundo. Esta característica pode ser apresentada de três formas:
  1. ATRIBUTO DE DEUS (Pai, Filho e Espírito) pelo qual ele é moralmente puro e perfeito, separado e acima do que é mal e imperfeito (Êxodo 15.11; Salmos 29.2).
  2. QUALIDADE DO POVO DE DEUS, que o leva a se separar dos pagãos, isto significa não aderir as suas praticas religiosas, implica também a não segui os maus costumes deste mundo, modismos e influencias contrarias a a palavra de Cristo. Esta característica nos leva a pertencer somente a Deus e ser completamente fiel a E'le, o que devo frisar, nos torna completamente livres (1Tessalonicenses 3.13).
  3. A CONSAGRAÇÃO DE PESSOAS OU OBJETOS, para o Culto a Deus. Eram santos os sacerdotes (Levítico 21.6-8), os nazireus (Números 6.5-8), Canaâ (Zacarias 2.12), Jerusalém (Isaías 52.1), o Templo (Salmos 11.4), os altares, o óleo e os utensílios do culto (Êxodo 30.25-29) os sacrificios (Êxodo 28.38). 
O povo de Deus deve ser "Santo" para assemelhar-se a seu Senhor e entrar em comunhão com E'le (Lev´tico 20.26), o autor de Hebreus (autor desconhecido) exorta à santidade como sendo uma obra cooperativa, que exige do servo: disposição física, mental e emocional para santificação, sabendo que a mesma produzirá frutos dignos de aceitação, e também a vida eterna pelo Filho.
Tanto no AT quanto no NT vemos a expressa necessidade de separação do pecado, tal era impossível a nós, mas agora é completa em Cristo Jesus Nosso Senhor (1 Coríntios 1.2; João 17.19; Atos 15.9). A condição de santo não pode ser atribuída por um sacerdote ou pastor, etc. Para ser Santo é preciso viver um processo continuo de santificação que ocorre:

1º ACEITANDO A JESUS e seu sacrifício na cruz, é preciso admitir que erramos e precisamos de um resgate, e aceitar a morte de Cristo como o pagamento por nossos pecados. Bem como sua ressurreição, nossa promessa de vitória;
2º PELA FÉ NA VERDADE, é impossível ao homem sozinho eliminar de sua vida tudo que pode separa-lo de Deus, é ai que entra o Espírito Santo, a verdade que atua em nosso interior e não apenas no exterior;
3º ATITUDE,  como homem espiritual, subjugando a carne. Isto tem a ver com negar-se a si mesmo, em prol de algo maior. 

Você pode encontrar muitos outros passos neste processo, mas se não estiver em acordo a estes três, não conseguirá manter-se em santidade. A solução para os problemas do mundo, chama-se JESUS CRISTO, e a igreja é o corpo de Cristo, por isso uma igreja Santa reflete uma oportunidade de mudança para o mundo.
Logo o servo de Deus deve empregar seu corpo e sua mente no processo continuo de santificação até nosso Senhor Jesus Cristo retorne e sejamos despidos de toda corrupção e vestidos de incorruptibilidade, e então herdar o Reino de Deus (1Coríntios 15.50-54).

"SEDE SANTOS"